Cacha Mundinho PR pic - big 2022.jpg

Concerto no World Music Forum NL 2022, Tivoli Vredenburg

Concerto de Estreia em Mezrab, Amesterdão

Vento do Mar

"Sopra vento, sopra onda, bate forte no rochedo. Água mole e pedra dura, bate a medo, bate a medo."

Um tema energético que inicia com foque na percussão de Sjahin During, culminando no solo do saxofonista José Soares.

"Vento do Mar" fala sobre a sabedoria da persistência e da paciência para se estar pronto para se aproveitar as oportunidades da vida.

Terra

"Terra que ecoas nos meus passos? Terra, que sinto vibrar dentro de mim?" 

Primeiro através da palavra e depois pelo som dos instrumentos, "Terra" é uma evocação da sabedoria da natureza.

Uma tentativa de conexão com a vida, numa busca pelo propósito e pelas vontades.

Maya

"Maya" aborda três ilusões comuns no nosso quotidiano: a importância das opiniões alheias, o apego ao passado e o deslumbre pela ganância.

Névoas que nos cativam no gingar do quotidiano.

"Quanto mais tens, quanto mais queres, dita a ganância, movida à foça do poder da ignorância ".

Canto de Vida

No balanço duma canção de embalar, crescem os sons orgânicos de Cacha Mundinho.

Em "Canto de Vida" Joana Almeida conta a história de vida de uma mulher, desde a sua infância até ao desejo do próprio fim pelo peso da idade. 

"Meu condão de sábio manto, sente o puxão profundo, quero ir para o outro mundo que este já perdeu o encanto".

Nove Sonhos

Uma viagem pelo mundo do sonho, onde a comunicação se estabelece em outro nível.

O contraste entre a vivência do sonho, onde tudo é percetível e coerente, e o regresso à realidade apenas ficando turvas memórias que não conseguimos descrever em palavras.

Flor de Cereja

Um arranjo de Sjahin During, uniu a composição de Joana Almeida com os elementos de Cacha Mundinho.

Flor de Cereja, expressa a incapacidade humana de se escolher quem se ama e como o amor se sobrepõe à distância e aos conflitos.

"Crescem flores de cereja, quando me encostas na pele".