top of page

Cacha Mundinho "catch a small world" dá nova vida a rotas musicais praticamente esquecidas. A partir de canções que exalam a atmosfera ibérica e a tradição dos trovadores portugueses, Cacha Mundinho viaja através do norte da África, pelo Oriente Médio até à Índia e o Brasil.

“Cacha” com origem no crioulo cabo-verdiano corresponde ao imperativo do verbo “capturar”.

Cacha Mundinho significa “captura o pequeno mundo”.

“VENTO DO MAR” Álbum de Estreia

CM_Cover_Best Quality.jpg

Com grande entusiasmo, o grupo anuncia o lançamento do seu primeiro álbum "Vento do Mar" que estreia a 20 de Outubro, lançado pela Mundus Productions e distribuído pela AudioMaze.

O álbum está repleto de músicas originais e promete dar a conhecer a identidade de Cacha Mundinho quartet.

 

O seu lançamento é antecipado por dois singles:

22 SET - Estreia do Single

"Flor de Cereja"


6 OUT - Estreia do Single 

"Terra"

As histórias ancestrais da sua cultura, os trajetos que percorre e os encontros musicais que respira ao longo da jornada, são vividamente retratados na música da cantautora Joana Almeida. Em março de 2020, a jovem cantautora Joana Almeida chegou a Amsterdão vinda do Porto e abriu novos "guarda-chuvas" com o percussionista Sjahin During, Maripepa Contreras no oboé/duduk, Pedro Ivo Ferreira no contrabaixo, para estabelecer Cacha Mundinho na busca pelas paisagens das ricas culturas musicais lusófonas, entrelaçando os sons do mundo lusófono em direção a um novo horizonte.

Lusofonia é o conjunto de regiões e culturas que compartilham a língua portuguesa, neste caso especial: Portugal, Oriente Médio, África, Brasil e Índia...

"Roda", Amesterdão 2024

Almeida veio morar em Amsterdão em 2020 e dedicou sua vida a seguir um caminho único: ela é uma das primeiras guitarristas de fado clássico femininas em Portugal. Ela compõe peças originais em português, inspiradas no fado e nas tradicionais canções dos trovadores portugueses, mas com sua própria visão única e contemporânea da tradição. Elementos da música de Portugal, Oriente Médio, África, Brasil e Índia são combinados com a agilidade da improvisação do jazz. O quarteto Cacha Mundinho possui um som próprio, para homenagear ao mundo lusófono.

Uma viagem pelo

mundo da lusofonia

e além

Joana Almeida (Portugal) – voz & guitarra

Maripepa Contreras (Espanha) - oboé & duduk

Pedro Ivo Ferreira (Brasil) - contrabaixo

Sjahin During (Turquia/Holanda) - percussão

Base to title.jpg

A journey through the lusophone world. This quartet of experienced musicians has been around for less than a year and brings an original and infectious mix of bossa, fado & jazz.

World Music Forum
by Charlie Crooijmans
Showcase at
TivoliVredenburg
(NL, 2022)

Everything really came together, Almeida herself abandoned all reserves and firmly took the initiative.
The ensemble playing was concentrated, pointed and interspersed with exciting improvisations, on the cutting edge.

Mixed World Music by Ton Maas
On the Roof (NL, 2022)

Joana Almeida is Portugal's first female classical fado guitarist. Her band is called Cacha Mundinho and their music is rocking. You hear fado but also influences from Cape Verdean, Brazilian music, and from jazz. So much rhythm in one melting pot, just try to sit still. We'll tell you in advance: you won't be able to do that on these infectious grooves.

Bimhuis (Nl, 2023)

Base to title.jpg

Cacha Mundinho quartet é um novo ramo

da árvore centenária das culturas musicais lusófonas.

bottom of page